Blog

08/01

Tendências tecnológicas em educação

Se pensarmos que praticamente todo profissional de tecnologia já foi um aluno nos primeiros passos acadêmicos, é de se espantar o quanto a educação patinou em adotar novas ferramentas para auxiliar na jornada em busca do conhecimento.

Mas agora há um despertar, e a tecnologia começa a mostrar suas imensas contribuições, tornando a vida acadêmica mais fácil, rica e abrangente em seu alcance.

É claro que ainda há espaço para os meios tradicionais de estudo, uma vez que carregam em si conceitos essenciais para o desenvolvimento humano. Mas pouco a pouco, o que parecia ser insubstituível começa a dar lugar a novas perspectivas. Por isso, é importante ficar por dentro das novas tecnologias. Conheça algumas delas.

Tendências tecnológicas em educação

Dispositivos móveis para uma experiência completa
Sai o caderno com folhas de papel e possibilidades limitadas em seu uso e entra o tablete, com superfície para o toque intuitivo e inúmeras funções e atrativos. Não há mais desperdício de papel e nem as rasuras por se refazer uma tarefa à caneta, mas sim a possibilidade de interagir com a lição dada, com gráficos coloridos, sons e conectividade direta entre instituição e aluno.
A correção é imediata e as tarefas passam a ser divertidas e amplas. Aliás, um celular guarda hoje mais capacidade de processamento do que todos os computadores de mesa de alguns anos atrás, trazendo à experiência do saber fantásticas possibilidades.

Acessibilidade a longas distâncias com classes virtuais
Chega de deslocamentos em longas distâncias. As salas virtuais já permitem que grupos inteiros de estudo se reúnam de forma remota para trocar informações com agilidade incrível. A economia em transporte, alimentação e tempo é gigantesca, sem comprometer o aprendizado e garantindo mais conforto. Teleconferências de casa substituem as aulas presenciais e atrasos.

Autonomia do estudo direcionado
A aprendizagem auto-direcionad, centra no aluno a responsabilidade e a liberdade de se avaliar, garantindo maior consciência de metas a serem atingidas e deficiências a serem corrigidas. Essa metodologia diminui muito a dependência de terceiros por parte do estudante na hora de traçar um programa de acordo com a própria necessidade. Os aplicativos do mercado, bem como dispositivos, estão cada vez mais preparados para personalizar a experiência do aluno em diversas disciplinas.

A lousa inteligente e as inúmeras vantagens
O giz e o quadro negro ainda são charmosos símbolos de tradição, mas não tem como não se impressionar com as lousas digitais e as canetas óticas, que permitem ao professor apresentar um conteúdo muito mais atrativo e de forma completa.
Prepara-se as aulas em casa com o tempo disponível e em classe somente será necessário o descarregamento de dados e a projeção interativa dessa lousa sem limites. Gráficos, animações, filmes e um mundo de possibilidades se descortinam em frente aos olhos dos alunos, com a vantagem de transformá-los em participantes dessa experiência cativante.

A interface homem-máquina e o progresso da educação
Engana-se quem pensa que a tecnologia rouba o lugar dos profissionais de educação; pelo contrário, ele pode ser o agente central na estrutura montada para modernizar o processo acadêmico.

Com melhor capacidade de comunicação, professores e gestores do setor podem manter atualizados os dados fundamentais para os alunos, transformando o dia a dia em uma saudável e lúdica descoberta, atraindo mais os estudantes e ajudando-os a terem uma visão mais orgânica do assunto abordado.

O futuro já chegou em games e outras formas de entretenimento, que duelam pela atenção dos indivíduos diariamente. As escolas e instituições que não perceberem o quão importante é o preparo para oferecer alternativas parecidas em suas grades de disciplinas estão fadadas a perderem espaço.

Você já adota algum tipo de tecnologia em sala de aula? Qual? Divida sua experiência com a gente nos comentários!


WhatsApp