Blog

06/08

A educação na era digital exige menos papel e mais recursos tecnológicos na sala de aula e fora dela

Os alunos do ensino médio e fundamental desta geração talvez não conheçam cópias geradas através de um mimeógrafo, porém os professores devem recordar dos tempos em que era necessário o trabalho braçal, e o cheiro de álcool, para ter provas e atividades em mãos.

Avanço tecnológico

A evolução das tecnologias educacionais deu um grande salto na última década, o que beneficiou alunos e professores. Se nos anos 90, antes da popularização da internet, os trabalhos escolares eram feitos com pesquisas nas enciclopédias e registradas em folhas de papel almaço, em 2015 tudo pode ser diferente. O maior grupo de mídia do mundo, o Google, é um dos responsáveis por essas transformações. Além de organizar as informações em um portal de busca, a empresa cria aplicativos que oferecem ferramentas para produção de conteúdo, gestão de dados e uma série de funcionalidades, tanto para computadores como para aplicativos móveis.

Aplicativos para educação

Um dos segmentos criados pelo grupo é o Google Apps para Educação, um pacote de soluções voltado para escolas do mundo inteiro com produtos que podem ser usados por alunos e professores, entre eles o Google Sala de Aula. Nesta ferramenta o professor cria um grupo e adiciona os alunos de uma turma, no ambiente virtual cria atividades para que os alunos entreguem, adiciona arquivos de imagem ou texto e determina uma data para conclusão.

Cada aluno acessa o sistema, produz o trabalho e envia para o professor, que por sua vez corrige e pode escrever seus comentários sobre a tarefa. Esse é o fim das desculpas que os professores ouvem como “esqueci em casa”, ou a clássica “meu cachorro comeu o trabalho”. Essa solução auxilia na relação entre professor e aluno por otimizar o tempo em sala de aula, reduzir a quantidade de papel utilizado e transportado e ainda é uma oportunidade para os professores ensinarem sobre direitos autorais e fontes de busca confiáveis. Já existem escolas no Brasil utilizando essa ferramenta como parte das atividades propostas pelos professores.

Eles estão conectados

A era digital é uma realidade, as escolas que percebem que os tempos atuais precisam de ferramentais atuais conquistam seus alunos e oferecem oportunidades interativas para o aprendizado. De acordo com a pesquisa sobre uso de internet por crianças e adoslescentes no Brasil, organizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), publicada em 2013, naquele ano 51% dos brasileiros eram considerados usuários de Internet, essa proporção atingia os 75% entre crianças e adolescentes com idades entre 10 e 15 anos. Para essa faixa etária o uso dos recursos tecnológicos é rotineiro, sendo assim, as escolas não podem perder a oportunidade de oferecer para os alunos ferramentas de aprendizado que os estimule a usar a internet de maneira positiva.

Criando integração

Recursos como os aplicativos do Google são uma forma de fazer o aluno usar o computador de maneira benéfica, para estudar, nas salas de aula o acesso à informação e conteúdos dinâmicos pode ser feito com o uso de lousas digitais que permitam criar ambientes digitais de ensino explorando todos os recursos de áudio e imagem para que as crianças e adolescentes vivenciemo aprendizado de forma ainda mais intensa.

Essa é a proposta da TAW, uma lousa digital, de tamanho ilimitado, que pode ser usada também como tela para projeção e quadro branco e, atualmente, é a maior solução de interatividade do mundo. Para saber como a TAW funciona, e como ela pode se tornar uma ferramenta de ensino indispensável, acesse nosso site, assista os vídeos demonstrativos e conheça a solução que pode transformar e otimizar a experiência de ensinar.


WhatsApp